Virada do ano ao redor do mundo

Em diferentes horários, mas no mesmo dia, a chegada no Ano Novo é celebrada de diferentes formas ao redor do mundo. Principalmente por conta das diferenças culturais de cada país e continente. Mas todos têm um desejo em comum, o tempo de renovação.

Vamos conhecer algumas delas em ordem cronológica:

– Kiribati. Às 8 horas da manhã do dia 31 de dezembro no horário de Brasília, o país localizado na Polinésia é o primeiro a celebrar o Ano Novo.

– Sidney. Às 11 horas da manhã, durante o verão, é possível apreciar o show de fogos de artifícios da ponte Harbour e do teatro Opera House, os cartões postais da cidade. A cidade conta com festas temáticas em bares e restaurantes, além de festas de barcos a postos para a melhor vista dos fogos.

– Tóquio. Às 12 horas, a tradição japonesa é diferente de muitas outras, começando com a limpeza geral da casa para deixar a sujeira para trás e abrir o espaço para o novo. Na ceia as famílias se reúnem para comer uma espécie de macarrão que simboliza a longevidade. À meia noite os templos tocam seus sinos 108 vezes para representar a purificação dos desejos.

– Moscou. Às 18 horas, mesmo deixando de temperaturas negativas, as pessoas se reúnem em uma grande festa na Praça Vermelha e brindam com vodka enquanto acontece o show de fogos.

– Berlim. Às 20 horas, shows gratuitos em frente ao portão de Bradenburgo e o show de fogos de artifícios completam a festa com as barraquinhas de comidas típicas e cerveja.

– Rio de Janeiro. À meia noite, milhões de pessoas aguardam o show de fogos de artifícios nas areias de Copacabana para pular as sete ondas e assistir shows de bandas nacionais na orla.

– Nova York. Às 3 horas da manhã, mais de um milhão de pessoas aguardam na Times Square a descida da bola colorida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *