Meditação como prática para reduzir o estresse

Depois da criação do programa de redução de estresse baseado na atenção plena, ou mindfulness, pelo pesquisador Jon Kabat-Zinn nos Estados Unidos no fim da década de 70, o tema se popularizou e virou tema de muitos estudiosos do estresse.

Praticante da ioga e estudioso do budismo, Kabat-Zinn buscou uma forma de apresentar tais práticas de um ponto de vista não religioso. Assim, junto aos diversos estudos da área nos últimos anos, a prática da meditação tornou-se mais conhecida e relevante para muitos profissionais como forma de reduzir o estresse.

Por isso, estudiosos atuais explicam que a meditação é uma prática simples e que pode ser conduzida por qualquer um, em qualquer lugar. Para isso, basta sentar com a coluna reta, no chão ou em uma cadeira, e acompanhar a respiração.

O recomendado é a prática diária de cinco minutos, o considerado suficiente para relaxar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *